Bio Cursos

| 09/09/2021

Setembro Amarelo: falar, escutar e transformar

Gomos de Laranja

Setembro Amarelo: falar, escutar e transformar

Criada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida – CVV, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP e o Conselho Federal de Medicina – CFM, a Campanha Setembro Amarelo tem como principal objetivo conscientizar e debater sobre a prevenção ao suicídio. Neste contexto de pandemia, será ainda mais importante, pois nesses últimos meses, a preocupação com a saúde mental cresceu em todo o mundo.
A campanha Setembro Amarelo, será ainda mais importante no contexto pandêmico da Covid-19. A incerteza, aulas suspensas, lojas fechadas, entretenimento limitado, educação defasada, os atritos familiares e a recomendação de que as pessoas deveriam ficar em casa, como forma de prevenção a contaminação do novo coronavírus, mudou a rotina de muita gente. Muitas pessoas adquiriram diagnósticos de pânico, depressão, ansiedade e outras doenças psicológicas, aumentando assim, o crescimento de diagnósticos psiquiátricos.
Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente, os casos de óbito por suicídio estão diretamente relacionados com a presença de transtornos mentais, muitas vezes não diagnosticados ou tratados de maneira inadequada. Uma triste realidade, que registra a cada dia mais casos, principalmente entre os jovens.
O setembro amarelo é um mês de diálogo. É um mês que busca criar conversas sobre o assunto, ajuda a dar suporte, atenção e orientação adequada. O diálogo pode ajudar a expor sentimentos, muitas vezes angustiantes, e incentivar o jovem a buscar apoio profissional.
Confira algumas dicas para manter a saúde mental em dia:
Aceitar-se como você é e viver a sua própria vida. Não queira ser como outra pessoa, seja você mesmo, goste de quem você é;
Mantenha-se ativo diariamente, pratique exercícios físicos, estude, se empenhe em uma atividade;
Reserve um tempo para ter contato com sua família com seus amigos: converse, sorria, abrace;
Preze sempre por uma boa noite de sono, para recarregar as energias;
Busque ajuda sempre que sentir que não está bem, você não precisa sofrer sozinho, conte com a sua rede de apoio.
São pequenas decisões como estas que podem ser a saída para uma mente saudável. Não ignore um pedido de ajuda. Fique atento aos sinais. Todas as vidas importam!


Por

Larissa Lara

Assessoria de Comunicação Bio Cursos




Nossos Parceiros

logo_HTM